Falcão por opção

Capitulo 2

A semana passou feito um relâmpago. Na Prestes de Medeiros, sua escola de toda vida, Clara estava com notas bem altas, sempre gostara de estudar. Optou por fazer um curso gastronômico avançado em vez do intercâmbio, antes da faculdade. Agora corria no intervalo do meio dia para a Menu, a escola de culinária. Seus parentes a levavam e seu pai ia busca-la todos os dias as 19:00 em ponto. Pelo menos tinha sido assim. Na sexta, Leninha foi embora apressada para o restaurante que trabalhava. Enquanto os outros alunos e professores foram dispersando, Beto não chegava. Passavam das sete e meia quando ela resolveu mandar uma mensagem para saber se estava tudo bem.

__Algum problema, Medeiros?- Perguntou Vincenzo.-  O namorado não veio hoje?

__ Meu namorado?- Por um segundo, Clara achou que ele falava de Alex.

__ Sim. O coroa no carrão.- Clara desatou numa risada sem fim.- Ei? O que foi que eu disse?- Neste momento, um Creta branco entrou no estacionamento. Desceu dele uma mulher  negra, alta, jovem e bem bonita. Sorriu para Clara:

__Oi Clarinha. Seu pai ficou preso no transito. Parece que tem um congestionamento enorme  perto da empresa. Pelo que entendi seus irmãos também estão presos nele. Resumindo, a única Medeiros que tem marido hoje, é Alice.

__Mas só porque Jorge trabalha do lado de casa.- Riu.

__É isso aí, querida. -Riu, olhou Vincenzo.- Como vai? Sou Diana Medeiros, cunhada de Clara.

__A sim. Sou Vincenzo Ferreti, estamos na mesma turma.- Vincenzo olhou Clara com olhar de súplica para que ela não contasse seu pequeno engano.

__Diana, Vincenzo achou que papai fosse meu namorado. Acredita? – As duas riram e ele fez cara de enfezado.

__ Não se preocupe Vincenzo, Seo Beto vai amar saber disso. Terá um amigo para sempre.- Riram mais ainda.

__Vocês vão contar para ele? Que isso, por favor meninas?- Elas riam cada vez mais.

__Desculpe, caríssimo. _Disse Clara batendo de leve no ombro dele.- Mas não posso perder a chance de fazer meu pai feliz.- Neste instante entrou no estacionamento mais dois carros. Uma Doblo cinza e um  Karman Ghuian amarelo. De dentro, da Doblo desceu uma mulher pequena, de cabelos longos e negros, com lindos olhos cor de gelo. Sorriu para a ruiva poderosa que saiu do Karman Ghuian. As duas caminharam para o trio que as observava.

__Deixa eu ver se eu entendi.- Disse Clara.- Já que papai não conseguiu vir me buscar, e meus irmãos estão igualmente presos no transito, cada um deles ligou para sua respectiva esposa e pediu para ela vir me pegar. Foi isso?- As três se entreolharam e riram.

__Parece que você tem um pai super-protetor, e é muito importante para seus parentes, Clara.- Disse Vincenzo.- Imagino que uma delas seja sua outra cunhada.- Disse olhando Liv.- Mas quem é a outra moça?- Foi encantador com a ruiva. Já  tinha ouvido alguém comentar que a mãe dela era uma ruiva muito bonita. As duas eram da mesma altura e tinham o corpo parecido. Embora parecesse muito jovem, depois do jovem pai de Clara, nada lhe parecia impossível.

__Vincenzo, está é Marina Carvalho Medeiros, minha mãe. -Apontou Liv.- E está é Olivia Medeiros, minha outra cunhada.

__Muito prazer.- Ele foi mesmo bem galante.

__Obrigada por fazer companhia a minha filha enquanto ela esperava, Vincenzo.- Olhou para Clara.- Sim, seu pai me ligou, mas me disse para avisar para você espera-lo.

__Foi igual com Ben.- Disse Liv.- Disse que se demorasse mais voltaria a me ligar.

__O Ruivo me ligou. Disse que achava melhor que eu pegasse você no caminho para casa. Mas Seo Beto  ligou para ele dizendo que estava a caminho, e que seria pior se eu também ficasse presa no trânsito.

__E todas vocês desobedeceram seus maridos.- Clara balançava a cabeça rindo.- Isso é um péssimo exemplo.

__ Eu sou sua mãe. Venho te buscar quando quiser.- Todos riram. – Mas devo admitir que não resisti a um certo telefonema aflito.- Sorriu para a filha. Clara abriu mais os olhos.

__Ele ligou para você? Pediu para vir me buscar?

__Parecia muito preocupado.- Disse Liv.- Disse que era perigoso você esperar sozinha aqui.

__Ele ligou para você também? Jura, Liv?- Ela já parecia muito emocionada.

__Eu disse que ele não precisava ficar com tanto medo. Você é esperta e uma atleta, e além disso tem seus amigos do curso.- Sorriu para Vincenzo.- Mas Alex parecia apavorado. Achei que se não viesse buscar você, ele pegaria o primeiro avião para fazer isso. Então prometi a ele que viria. Mesmo assim ele ligou para sua mãe e para Liv. Só para garantir.- Riu.- Esse meu filho não tem jeito mesmo.

__Esperem!- Disse Vincenzo.- Estão falando de quem? Pensei que fosse do namorado da Clara.- Elas riram de novo.

__Vincenzo, meu namorado Alex, é filho de Diana. Ela o teve muito antes de se casar com meu irmão. Alex está na Alemanha fazendo especializações do curso dele.- Vincenzo fez uma cara de pouco caso.

__Entendo. Faz tempo que ele foi?

__Dois meses.

__Ele conhece aqui, como sabe que é perigoso ficar no estacionamento?

__Ele vinha me buscar no semestre passado. Sempre achou muito deserta esta rua e o estacionamento. – Ela pensou.- Foi ele que orquestrou essa escala maluca para me trazerem para a escola? – Olhou sua mãe e Liv, que pareciam não ter certeza, então olhou Diana.- Não acredito! Que sem graça! Quer dizer que por causa dele, não posso pegar um táxi para ir para casa? Não! Tenho que fazer Liv desviar do caminho com as gêmeas, Mamãe fazer todo o trajeto de ida e volta desde a academia, e Diana fazer um adendo. Tudo porque um nerd de olhos verdes tem medo que eu espere o táxi na rua deserta. Que droga! E como eu não desconfiei antes? Fui muito tonta mesmo. Por isso ele nunca perguntou como eu estava indo e vindo do curso, ele já sabia. Alex me paga!- As mulheres riram, menos Clara, lógico. Vincenzo percebeu que todas gostavam muito do tal Alex.

__Certo filha. Brigue com ele, mas depois. Agora se despeça de seu gentil amigo, e vamos embora antes que seu pai e seus irmãos cheguem aqui.

__Eu ainda não estou acreditando que Alex pediu a todas vocês para me pegarem.- Clara estava mesmo brava.

__Clarinha.- Disse Liv compassiva.- Ele não me pediu para vir. Disse que estava preocupado, queria saber se eu tinha conseguido falar com Ben.

__Para mim, ele também não pediu.- Disse Nina.- Mas ele estava angustiado querendo saber se Beto tinha conseguido sair do engarrafamento. Eu não podia deixar o garoto sofrendo.

__Como já disse, para mim ele pediu sim. Estava apavorado, em todo tempo que Alex está na Alemanha, é a primeira vez que ele pareceu arrependido de ter ido. – Sorriu.- Clara, ele te ama. Qualquer possível perigo que corra, tira Alex do rumo. Você sabe disso. Já viu acontecer. Lógico que antes de ir, ele fez todos os planos para protege-la. Faz parte da personalidade dele calcular todas as variantes.- Riu.- Ele sugeriu a seu pai contratar um serviço de táxi, com um motorista escalado para te  trazer e buscar, mas…

__Claro que seu pai preferiu esta escala que como você disse, é maluca.- Riu.- Quem sabe depois do atraso de hoje, o Senhor Medeiros, resolva mudar de ideia. – Nina toda matreira. E Liv completou.

__Não fique chateada com Alex. Ele foi até comedido, se considerarmos Tio Beto e os Ruivos. Se fosse Ben, teria ele mesmo pedido o táxi hoje, para me pegar. E se fosse O Ruivo, Deus, nem sei, provavelmente teria pego a primeira moto que passasse para vir atrás de Diana.- Diana riu.- Meu pai com certeza teria encontrado uma maneira parecida a que Alex encontrou para garantir a segurança de mamãe e Jorge nem teria ido no intercâmbio por Alice. Sabe que é verdade. Os falcões são muito piores do que Alex jamais será. Em vez de ficar carrancuda, ligue para ele, diga que todas nós chegamos aqui, mas que um amigo do curso esperou com você. Você estava segura. E que depois foi para casa com sua mãe. Peça para ele insistir com tio Beto na história do táxi. Ele tem um bom argumento agora para convencer seu pai e assim você terá mais liberdade. E com certeza sairá totalmente vítima das circunstancias e ganhando.

__Liv! Você está falando igualzinha a Lia!- Disse Nina.- Que horror! Isso é assustador!- Todas riram e Clara também.

__Quem é Lia?- Perguntou Vincenzo.

__Tia Lia é mãe de Liv, é a pessoa mais inteligente que conhecemos, tem uma memória absurda.

__Mais que você? Sério? Existe alguém com a memória melhor que a sua?- Todas riram  outra vez.

__Amigo Vincenzo. _ Disse Diana.- Também fiquei muito espantada quando conheci essa família. Mas acredite, tudo que ouvir sobre a memória de Tia Lia, o raciocínio lógico de Tio Rick, as saídas surpreendentes de Ben, a esperteza do vovô Rodolfo e a inteligencia de Clara será ainda pouco para descreve-los. Eles são incríveis. Pode ver com Clara.

__E seu filho, também tem algum talento como Clara?- Perguntou sem emoção na voz, mas por dentro estava intrigado. Diana sorriu ao pensar na resposta, mas foi Clara que respondeu.

__Ele é um gênio da eletrônica. Está desenvolvendo um projeto de robótica no intercâmbio na Alemanha.

__Ah! Então é por isso que o chamou de nerd. – Clara sorriu apaixonada.

__Sim. Um lindo nerd de olhos verdes.- Olhou para Diana. Depois para Liv.- Certo, dessa vez vou deixar passar, mas só se ele conseguir convencer papai. – Virou-se para Nina.- Vamos mamãe?- Voltou para o novo amigo cabeludo, que usava uma trança frouxa hoje.- Obrigada por ficar comigo, Vincenzo. Espero não ter te atrapalhado.

__Não se preocupe.- Sorriu.- Moto nunca pega transito, nem se atrasa.

__Por favor, querido?- Perguntou Nina, erguendo a famosa sobrancelha vermelha.- Você conhece meu marido? São amigos de infância por acaso?- Vincenzo teve que rir.- Sim porque falou igual a ele. Vou dizer a você algo que sempre digo a ele. Tome cuidado. Moto não tem para-choque. Você é muito bonito para ficar sem dentes.- Vincenzo quase morreu de rir.

__Clara, amei sua família.

__É porque não faz parte dela.

__Mentira!- Disse Nina.- Ela só está emburrada. Também ama fazer parte do clã dos falcões.

-__Falcões?

__Vincenzo, essa história fica para outro dia. Já está muito tarde. Obrigada de novo.- As mulheres entraram nos carros. A Doblo saiu primeiro, seguida pelo Creta branco, quando o carrinho amarelo se aproximou do portão, uma mercedes preta grandiosa crusou primeiro. Beto abriu o vidro e sorrindo disse:

__Se existe uma vista melhor que essa, eu não conheço. Minhas lindas garotas juntas. Deus realmente foi muito bom comigo.- E riu.

__Todo esse trabalho só porque eu não peguei um táxi.- Disse Clara.

__Ah minha bonequinha, desculpe. Você tem toda razão. Alex também me disse isso. Na verdade desde antes de ir ele me aconselhou a contratar uma companhia de táxi para você. Mas é que eu gosto tanto de vir busca-la. Desculpe-me, meu amor. Não se preocupe, Alex me disse para contratar um serviço só para trazer você, e para buscar só quando eu não puder ou acontecer um contratempo como hoje. Ele me deu o número de uma companhia que tem uma  das garagem  aqui perto. Assim você não vai mais ficar esperando se eu tiver problemas no transito. Por hora, você pode perdoar esse velho babão?- Fez cara de coitado. Vincenzo assistia a tudo fascinado com a história toda.

__Ah papai! Não seja bobo. Não aconteceu nada. Está tudo bem. Mas realmente prefiro vir de táxi. Os falcões são muito ocupados. Sei que gostam de vir comigo, mas não é justo. E quanto ao senhor, quero que venha me buscar só quando realmente estiver com tempo. Pode ser? -Sorriu para ele.- Alex ligou para o senhor?

__Sim. Ele estava preocupado. Disse que você estava no estacionamento. Clara, como é que ele sabe exatamente onde você está?- Clara sorriu, acariciou o anel de aço cirurgico no polegar esquerdo e disse:

__Ele é um gênio. – Beto riu. Todos se foram, inclusive um peculiar motoqueiro, que ficou encantado com os Medeiros. Principalmente com uma certa loirinha.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s